Perguntas Frequentes

Tem alguma dúvida sobre as embalagens que produzimos?
Confira abaixo as respostas para as perguntas mais frequentes.

1. Qual a resina plástica utilizada pela empresa. Ela é indicada para contato com alimentos?

A Fibrasa trabalha somente com a resina polipropileno tanto no processo de termoformagem como no de injeção.

2. Posso envasar produtos quentes na embalagem de polipropileno? Ele resiste ao calor?

Sim, o polipropileno possui ponto de fusão alto, próximo de 140º C. No caso das embalagens termoformadas, apenas é necessário selecionar um pote com parede mais grossa que o normal, para que depois que o produto esfrie não ocorra implosão (aquele efeito onde o pote fica “chupado”). No caso das embalagens injetadas, como a parede já é mais rígida, torna-se ainda mais indicado.

3. Os potes de polipropileno podem ser levados ao microondas ou forno tradicional?

No microondas na função descongelar ou aquecer não há nenhum problema, pois a temperatura nestas funções atingem de 60 a 120º C mais ou menos. Já no forno tradicional, não é aconselhável, pois a temperatura passa dos 140º C. Em ambos os casos, é aconselhável apenas o aquecimento do produto. Se houver necessidade de um cozimento demorado do produto, faz-se necessário transferir o alimento para um vasilhame mais adequado.

4. Posso usar os potes em produtos congelados?

Sim, em caso de congelamento, a produção da embalagem é feita com adição de copolímero de polipropileno, que confere uma maior resistência aos trincos quando comparada à embalagem sem adição do copolímero. Este tipo de embalagem destina-se a produtos como sorvetes, comidas congeladas ou qualquer outro produto que necessite de congelamento.

5. No caso da linha de baldes, posso usar para embalar tintas à base de solventes?

Nesse caso, a indicação vale somente para tintas à base de água, embora alguns clientes cheguem a usar para algumas linhas à base de solvente. Mas não é a condição ideal. Para envasar tintas à base de água, ao contrário, os baldes de polipropileno possuem grandes vantagens em relação à lata, por exemplo.

6. Os potes de polipropileno podem ser selados?

Sim, todos os nossos potes possuem borda adequada para selagem tanto com selo de alumínio quanto com selo de plástico.

7. Como posso selar os baldes?

No caso de baldes, todas as tampas já são auto-lacráveis, o que possibilita o fechamento sem necessidade de outro tipo de selagem. Para abrir a tampa, há a necessidade de rompimento do lacre.

8. O que é a impressão em IML para baldes?

IML é a sigla em inglês de In Mold Label. Esse processo de decoração é específico para produtos injetados. A Fibrasa já possui decoração em IML para toda a linha de balde. Esse processo consiste na impressão prévia de um filme pelo processo de flexografia ou rotogravura em oito cores. Esse filme, posteriormente, é injetado juntamente com o balde, o que resulta em um filme fundido no balde. O acabamento é perfeito, com qualidade de impressão fotográfica. Além disso, o filme não pode ser retirado, como acontece com rótulos comuns ou sleeve.

9. Qual é a diferença entre sobretampas e tampas para os potes termoformados?

As sobretampas possuem a parte central (espelho) mais alta, ou seja, em potes que serão selados, obrigatoriamente devem ser usados sobretampas. Já para potes que não serão selados, é mais comum o uso da tampa, embora também é possível se usar sobretampa nestes casos.

10. Preciso de um pote diferenciado e não encontrei nada parecido na especificação de produtos da Fibrasa. A Fibrasa pode desenvolver?

Para a linha de termoformados, alterações como altura, capacidade volumétrica, conicidade e aplicação de relevos, por exemplo, é possível desde que o consumo mensal justifique essas mudanças. Já na linha de injetados, como os moldes não permitem alterações desse tipo, sempre é necessário partir para um novo desenvolvimento. Da mesma forma para os termoformados, se a necessidade é por um pote com um diâmetro de boca diferente das nossas opções disponíveis, também faz-se necessário partir para um novo desenvolvimento. Desenvolvimento de ferramentais novos, tanto para injetados quanto para termoformados, por serem muito caros, exigem negociações junto aos clientes para pagamento ou amortização dos moldes.

11. Não recebi os boletos para pagamento. Como faço para conseguir uma segunda via do boleto?

Agora você cliente Fibrasa já pode acessar seus boletos quando e onde quiser!

Trouxemos uma nova ferramenta para agilizar o seu dia a dia: você pode emitir seus boletos bancários e consultar a posição de suas duplicatas diretamente em nosso site, de forma prática, rápida, segura e sem custo através do Portal de Boletos Fibrasa, veja como:

1º: Acesse o nosso site: www.fibrasa.com.br/boletos ( digitar em letras minúsculas)

2º: Utilize a aba Pagador e digite seu CNPJ ( sem pontos ou traços) e clique em Acessar

3º: Ao abrir a página, na coluna Ação clique no boleto que deseja imprimir ou visualizar

 

O serviço fica disponível 24 h – 7 dias por semana. É seguro. É gratuito para você.

Mesmo assim se tiver dúvidas, entre em contato conosco através do e-mail: contasareceber@fibrasa.com.br